Publicado em Diversos

13 Reasons Why • Sim, precisamos falar sobre isso!

2017 em seu início já têm sido bastante conturbado para mim e, infelizmente, acabei pausando as postagens por aqui. No entanto, não pude evitar a necessidade de vir aqui falar o que achei da nova série da Netflix, bem como do importante e necessário tema que ela aborda. Esta é a primeira vez que falo de uma série aqui no blog, mas creio que depois de tudo o que eu vi em “13 Reasons Why”, este é um dos melhores lugares para expressar o que eu senti, vi e aprendi.


Semana passada, eu soube do lançamento de uma nova produção da Netflix, chamada “13 Reasons Why”; a princípio não soube do que se tratava e devido às inúmeras coisas que tinha que revolver, acabei deixando passar uns dias. Muitas pessoas, no entanto, começaram a falar sobre a produção e sobre o quão impactante era sua temática; foi então que decidi procurar saber sobre o que se tratava a série. SUICÍDIO, BULLYING, AGRESSÃO,… não precisei de mais nada para ir correndo ver os episódios. O que achei?… Difícil explicar.

Para aqueles que não sabem, a série é baseada no livro de mesmo nome do escritor Jay Asher, conta com 13 episódios e foi lançada muito recentemente no dia 31 de março deste ano. Na série acompanhamos através de fitas de áudio gravadas, os motivos que levaram Hannah Baker a se suicidar; e que deveriam ser ouvidas pelos próprios porquês. Se você não entendeu, calma que eu vou explicar. De modo bem geral, cada fita era “destinada” a uma das pessoas que fizeram algo a Hannah e que acabaram causando sua morte.

A própria Hannah as gravou pouco antes de se suicidar, contando, desde o início, como tudo em sua vida aconteceu e acabou culminando em sua morte. Vou tentar não dar nenhum spoiler do enredo, pois pode ter certeza que deste modo, sua experiência com a série será muito mais intensa.

Como acho que vocês já devem ter percebido, a série aborda de maneira bastante incisiva essa preocupante temática do suicídio e consegue de maneira genial demonstrar o quão difícil pode ser para uma pessoa suportar determinadas situações. Nos mostra de maneira impactante a vida e os sentimentos de uma pessoa que se vê a parte de todos, não é compreendida em suas dores e que esconde suas torturas e sofrimentos dos outros, ou com medo de suas reações ou mesmo por achar que aquilo não irá dar em nada.

O sentimento de solidão é algo muito mais profundo do que possa se imaginar, ele te traz uma sensação desesperadora, incontrolável e muitas vezes você não compreende o problema que te aflige e não entende por que se sente daquela forma. Você até pode saber que aquilo não te faz bem, que te consome, mas você se sente incapaz de se mover, pois está preso à sua própria dor. Você pode querer que aquilo pare e pensa em como mudar, como fazer para se sentir melhor, mas é aí que o medo chega. Ele te trava, te impede de caminhar, e você começa a se perguntar: não sou eu o problema?

A resposta é não! Você não é o problema, você precisa de ajuda. Muitos acham que essa palavra significa fraqueza, mas não, muito pelo contrário! Ela significa vida, auxílio, entendimento, superação. É uma tarefa extremamente difícil, mas necessária.

Na série a protagonista não teve essa ajuda e esse foi o fator determinante para sua morte. Há cenas fortes que são retratadas e que tem como objetivo justamente impactar aquele que às assiste. São cenas que tentam mostrar o que acontece no mundo a toda hora, mas que muitas vezes damos as costas, simplesmente por não estarem acontecendo diretamente conosco. Porém, o que acontece com a Hannah, protagonista da história, também acontece a muitas outras pessoas; o bullying, o cyberbullying, o assédio, além de problemas familiares são algumas dessas infelizes realidades.

Um dos principais ensinamentos que a série nos proporciona é ver com outros olhos os sentimentos das pessoas. Muitas vezes achamos que determinada coisa dita “não foi nada demais”, porém devemos entender que cada pessoa reage de uma forma diferente a cada coisa; e que até aquela “brincadeira” considerada simples, pode causar um impacto devastador na vida de uma pessoa.

A série também nos mostra como a falta de diálogo entre pais e filhos pode abalar o psicológico do jovem, e enfatiza que muitas vezes estamos preocupados com questões tão fúteis no nosso dia a dia que deixamos de dar importância àqueles que realmente precisam. Inúmeros jovens sofrem bullying diariamente e escondem isso de seus familiares, muitas vezes se encobrindo com uma espécie de máscara enquanto estão em meio à sociedade, para chegar então em casa e se sentir completamente destruído, sozinho e desesperado.

Amei que a série tenha gerado tamanha repercussão, isso realmente me alegra muito! Saber que esse assunto tão necessário está sendo debatido e compreendido, pois acho que já passou da hora de tentarmos ajudar o próximo, que pode estar passando por tantas dificuldades e muitas vezes não sabemos. Devemos, sobretudo, prestar atenção aos sinais comportamentais que as pessoas dão, e nunca ignorá-los; e os pais, as escolas, as pessoas mais próximas e amigos possuem papel fundamental nisso.

Acho que depois que você vê a série, paira um questionamento na nossa mente: eu já fui um “por que”? Pode parecer um absurdo para alguns, mas você já prestou a atenção se alguma vez, mesmo que sem intenção, você já fez uma brincadeira ou disse algo que possa ter magoado alguém, ou viu alguém precisando de ajuda e a ignorou? Muitas vezes cometemos esses erros, porém o mais importante é não julgarmos as aparências ou nos preocuparmos com coisas banais, enquanto há algo muito mais importante a nossa frente.

E sim, se você é uma Hannah, é importante procurar ajuda, a história de vida dela é desoladora, porém use-a como exemplo do que não deve acontecer e acredite em si mesmo. 13 Reasons Why nos ensina que o importante é ter confiança e deixar o medo de lado, e principalmente que podemos sim, com pequenas atitudes, salvar vidas!

Anúncios

Autor:

Um leitor compulsivo, viciado em livros de terror, ficção e fantasia, além de fã maluco de Game of Thrones. Esse blog surgiu de um desejo antigo de compartilhar sempre que possível, um pedacinho desse incrível universo literário que nos cerca, então... seja bem vindo!

Um comentário em “13 Reasons Why • Sim, precisamos falar sobre isso!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s