Publicado em Últimas Resenhas

[Resenha] – Quatro Estações, de Stephen King | De Olho Na Estante

“As coisas mais importantes são as mais difíceis de expressar. São coisas das quais você se envergonha, pois as palavras as diminuem…”

E aí pessoal, hoje vamos falar um pouco sobre o fantástico Quatro Estações de Stephen King. Aqui o tão aclamado Mestre do Terror nos mostra um pouco mais de sua outra faceta, que se distancia um pouco dos monstros e do sobrenatural para explorar o universo de simples e comuns personagens, em uma viagem marcante que te fará esquecer tudo a sua volta e o transportará através de tramas inesquecíveis.


Quatro Estações é um livro composto por quatro contos longos, que de acordo com King não seriam publicados se não estivessem reunidos em um só volume. Adentrando na mente humana ele nos guia por suas histórias, estas que fogem um pouco de sua “marca”, mas que nunca escapam da sua fascinante maneira de contar histórias. Então vamos aos contos:

Rita Hayworth e a Redenção de Shawshank

No primeiro conto do livro somos levados a uma viagem através do micro universo violento e perverso das prisões norte americanas. Conhecemos Red, um dos prisioneiros mais experientes de Shawshank, capaz de arranjar qualquer tipo de coisa lá dentro e Andy Dufresne, um banqueiro acusado e condenado injustamente pela morte da esposa. Ao longo da narrativa percebemos o quão forte são os sentimentos de medo e angústia, capazes de levar os condenados a loucura e até mesmo à morte. Um conto impactante e realista que te fará refletir sobre a mente , o sadismo e a crueldade humana.

Aluno Inteligente

Mesmo havendo passado anos desde o fim da Segunda Guerra Mundial o horror ocorrido durante aquele período histórico é bem presente no cotidiano da população, esta que levará consigo para todo o sempre o peso e a vergonha dos macabros massacres e assassínios nos terríveis campos de concentração.

Em Aluno Inteligente, King nos mostra de maneira bizarra o quão distorcida e doentia pode se tornar a mente humana. A trama conta a história de Todd, um jovem menino fascinado por histórias nazistas e extremamente curioso acerca dos ocorridos da Segunda Guerra, que conhece Dussander, um ex-oficial de guerra nazista. Ameaças, morte, psicopatia e assassinato são alguns dos termos que melhor expressam a temática deste macabro e peculiar conto.

O Corpo

Esta é uma das mais tocantes histórias do Mestre, que explora de maneira sutil e inocente as relações de quatro amigos,  que movidos pela extrema curiosidade procuram pelo paradeiro do corpo de um menino que havia misteriosamente desaparecido. O enfoque aqui não é no menino morto, e sim na amizade e os tempos de infância dos quatro jovens. Ao ler este conto a primeira coisa que veio a minha cabeça foi o livro IT: A Coisa, também do King, que explora profundamente a relação de um grupo de amigos determinados a acabar com a Coisa, um monstro que vem trazendo consigo um rastro de morte e desespero.

Em O Corpo, nós nos identificamos com os extremamente bem construídos personagens, o que torna a leitura tão suave e prazerosa que após o seu fim, temos vontade de relê-lo imediatamente.

O Método Respiratório

Em O Método Respiratório, Stephen King nos apresenta a um grupo de homens que compõe uma espécie de clube, que se reúnem já como tradição na véspera de natal para contar diversas e macabras histórias. E é deste modo que nos transportamos para a história de McCarron, um médico que acompanhou a gravidez de uma mulher, solteira e largada pelo namorado, e por isso julgada como indecente pela sociedade da época. Porém a jovem demonstra grande força de vontade e bravamente busca forças para ter seu filho e ignorar aqueles que a diminuem.

Com um final indescritível este é um dos mais marcantes contos do King e que mais se aproxima, dentre todos os outros deste livro, do terror e do sobrenatural que permeiam suas obras e que o tornam o eterno Mestre do Terror.


Dos quatro contos do livro três foram transformados em filmes: Rita Hayworth e a Redenção de Shawshank como Um Sonho De Liberdade, estrelado por Tim Robbins e Morgan Freeman; Aluno Inteligente como O Aprendiz, estrelado pelo incrível Ian McKellen e O Corpo como o tão aclamado Conta Comigo, indicado ao Oscar e ao Globo de Ouro.

Definitivamente este foi um dos melhores livros do King que já tive o grande prazer de ler, me ensinado diversas coisas acerca dessa tão enigmática e complexa mente humana.

Nota: 10/10

Anúncios

Autor:

Um leitor compulsivo, viciado em livros de terror, ficção e fantasia, além de fã maluco de Game of Thrones. Esse blog surgiu de um desejo antigo de compartilhar sempre que possível, um pedacinho desse incrível universo literário que nos cerca, então... seja bem vindo!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s