Publicado em Últimas Resenhas

[RESENHA] – Planeta dos Macacos, de Pierre Boulle | De Olho Na Estante

E aí pessoal, hoje nós vamos conversar um pouco sobre o livro O Planeta dos Macacos, essa obra prima da ficção científica escrita pelo francês Pierre Boulle, que foi publicada recentemente pela editora Aleph.

O que define o homem?

O que nos diferencia dos animais? 

Quem são os verdadeiros inimigos da nossa espécie?

Opinião: Quando você aposta em algo ou sai perdendo ou ganhando, no meu caso com O Planeta dos Macacos eu saí ganhando. Com uma ambientação surreal, narrativa inteligente e um final arrepiante que deixa o leitor perplexo, esta é um das maiores obras da história da Ficção Científica. O que dizer dele? Fantástico? Genial? É realmente difícil de classificar.


O livro começa nos levando a um futuro distante, onde encontramos Jinn e Phyllis, um casal que está passando férias a bordo de uma nave espacial, viajando pelo vasto cosmos. Eis que eles encontram uma carta no interior de uma garrafa que vagava pelo espaço. Ambos ao descobrirem que aquilo na verdade era um manuscrito começam a lê-lo e a partir daí essa narrativa vai se desenvolvendo de modo que a história se torna a leitura da carta.

wpid-img_20150911_160249828.jpg
Contra capa do livro

Esse manuscrito trazia o relato de Ulysse Mérou, um jornalista francês que juntamente com outros dois cientistas, o professor Hector Antelle e Arthur Levain estão em uma viajem pelo espaço rumo ao distante sistema estelar de Betelgeuse. Bem próxima da gigante estrela, eles encontram um planeta e devido a sua favorável localização decidem aterrissar lá. Ao começarem a explorar esse novo mundo percebem que tudo ali era muito parecido com a Terra, as exuberantes florestas, a água abundante e o ar perfeitamente respirável. É então que eles descobrem um ser humano, uma mulher aparentemente normal, mas que era incapaz de falar ou expressar emoções e que se comportava de maneira selvagem. Momentos depois outros seres com as mesmas características da mulher começam a aparecer e logo os três se veem sendo levados para o interior da mata, rumo a uma tribo, que aparentemente é o lar desse grupo de homens.

wpid-img_20150911_162608.jpg
Imagem retirada da HQ – O Planeta dos Macacos de 1975

Os três desbravadores do espaço rapidamente se misturam a população local e apesar de tudo se encontram protegidos e refugiados daquele novo mundo. Tudo de repente começa a mudar quando eles encontram os verdadeiros donos do planeta… os macacos. Ao mesmo tempo horrorizados e fascinados percebem que os estranhos símios usam roupas, falam, expressam emoções e são inteligentes; além de possuírem cidades, organização política e tudo mais que uma sociedade humana possui.

Os macacos que portam armas começam a conversar entre si, elaborando táticas de ataque aos humanos e em poucos instantes Ulysse e seus companheiros iniciam uma luta pela vida. E é a partir daí que toda a história realmente começa! Muitas reviravoltas estão por vir e por muitas dificuldades os personagens terão que passar se quiserem permanecer vivos, ou voltar a ver seu planeta de origem novamente.

planet-of-the-apes

Há momentos no livro em que nos deparamos com uma série de experiências realizadas pelos macacos em humanos, experiências que para eles são perfeitamente normais só que para nós são assombrosas. Quantas vezes não interferimos em seus habitats, quantas vezes não realizamos testes e os exploramos a nosso bel prazer. Tais cenas nos fazem refletir e questionar sobre a real distância que nós estamos dos animais, já que da mesma forma que eles têm seus hábitos, interações e agrupamentos sociais nós temos os nossos.
Boulle a todo tempo realiza brilhantes críticas acerca de ações e ideais de nossa sociedade e produz falas que mesmo implicitamente expressam todo esse sentimento.


Além da história em si, o livro vem com alguns extras, como uma entrevista ao autor, que nos conta como foi seu processo de escrita e sua reação ao filme de 1968. Vem também com algumas análises comparatórias entre o livro e o filme, além de uns breves comentários sobre a vida de Pierre e fatores que culminaram nessa brilhante obra.

wpid-img_20150911_160324494.jpg
Laterais arredondadas do livro

Em relação à edição do livro podemos dizer que houve um capricho muito grande da editora; ele possui as laterais arredondadas (o que eu achei muito maneiro) e é um pouco menor do que os outros, mas nada que atrapalhe a leitura pois sua diagramação é perfeita e o espaçamento entre as linhas é bem agradável.



Gostaria de informar que temos uma página no Facebook, para acessar é só clicar aqui (Página do Facebook), curtaaa. Lá nós sempre estamos atualizando os conteúdos do blog!

Espero que vocês tenham gostado da resenha! Um braço e até mais!!! 🙂 😉

Anúncios

Autor:

Um leitor compulsivo, viciado em livros de terror, ficção e fantasia, além de fã maluco de Game of Thrones. Esse blog surgiu de um desejo antigo de compartilhar sempre que possível, um pedacinho desse incrível universo literário que nos cerca, então... seja bem vindo!

2 comentários em “[RESENHA] – Planeta dos Macacos, de Pierre Boulle | De Olho Na Estante

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s